Além das escolas: o método Super Cérebro atuando em diversas esferas pedagógicas, sociais e interativas

Por Thaiany Osório, para Super Cérebro Com as aulas suspensas e as escolas fechadas devido à pandemia da COVID-19, o setor educacional estagnou em 2020. Em várias regiões do Brasil, as medidas restritivas não apenas afastaram as crianças das escolas, como também fecharam clubes, parques, empresas e serviços destinados às pessoas com +60 anos. Entretanto,…

Riscos no aprendizado e abuso de tecnologia: pela 1ª vez a geração atual tem QI inferior à anterior

Em seu livro “A fábrica de cretinos virtuais” o neurocientista Michel Desmurget expõe o declínio do quociente de inteligência (QI) das crianças atuais em relação aos seus pais Por Thaiany Osório, para Super Cérebro   Não é de hoje que se discute os impactos positivos e negativos da tecnologia na dinâmica escolar e familiar. Dentre…

Interações reais e convívio familiar são essenciais para crianças, equilibrando o uso de tecnologias e telas

Por Renata Aguilar* O cenário é comum para várias famílias com crianças pequenas: durante o jantar, os pais posicionam um tablet para a criança se distrair com um desenho animado enquanto come. Para deixá-las ainda mais imersas em atividades, joguinhos lotam a tela dos dispositivos móveis e as crianças estão cada dia mais vidradas na…

Material Socioemocional do Grupo Super Cérebro chega para enriquecer a grade escolar em 2021

Conversamos com Renata Aguilar, autora do material, sobre o retorno das aulas e seus impactos para as crianças Por Thaiany Osório, para Super Cérebro Após meses de isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, algumas creches e escolas da rede privada e pública de ensino retornaram parcialmente suas atividades nas últimas semanas. Entretanto, não se…

Saiba como a falta de aulas presenciais pode impactar o desenvolvimento cognitivo das crianças

É consenso entre os especialistas da área de educação que, após meses de isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, os alunos retornarão às escolas diferentes de como saíram. É o que explica Renata Aguilar, em entrevista concedida ao Super Cérebro em dezembro de 2019: “Eles estão muito fragilizados emocionalmente. Temos crianças com quadro depressivo…