Seja um franqueado
 


O Método SuperCérebro está disponível para todo o território nacional através de microfranquias. O baixo investimento e a possibilidade de oferecer ferramentas de desenvolvimento pessoal a um público de qualquer idade fazem do SuperCérebro uma excelente oportunidade de negócios.

Além dos alunos, as demais partes envolvidas pelo projeto também obtém grandes benefícios. As escolas, por exemplo, conseguem um diferencial de fidelização ao mesmo tempo em que abrem uma porta de entrada para novos estudantes. O SuperCérebro foi citado na Revista Empreendedor de novembro de 2012 como um exemplo de franquia que une praticidade e retorno rápido. O professor Júlio Haluszczak, responsável pela franquia do SuperCérebro no Colégio Stella Maris, em Curitiba, disse que o método é uma boa opção para os professores que querem aumentar a renda sem ter que abandonar a sala de aula. Leia o texto completo abaixo:

Aproveitamento Total
Além das franquias que não exigem estabelecimento comercial próprio para implantação do negócio, há aquelas que sugerem aproveitar o espaço profissional já existente. É o caso da SuperCérebro, uma microfranquia educacional que desenvolveu uma metodologia própria no ramo da educação. “O sistema pode ser aplicado dentro de escolas – extracurricular –, em unidades externas, ou até mesmo dentro de empresas que tenham interesse em capacitar seus funcionários’’, explica Ricardo Lamas, diretor da rede. Dessa forma, ele ressalta que os professores podem ser também empresários sem abandonar o ramo da educação e aumentar a renda.

O professor Júlio Haluszczak, responsável pela nova franquia no Colégio Stella Maris, em Curitiba, resolveu investir no negócio. "O retorno fica além das expectativas, pois em média a cada 15 alunos no SuperCérebro eu precisaria de cinco turmas com cinco aulas por semana, com uma hora/aula média de R$ 25 a R$ 30 – é só fazer as contas. Esse sistema de franquias é uma excelente oportunidade para o professor conseguir abrir seu próprio negócio sem precisar sair da sala de aula."

Para mais informações, entre em contato com a Caroline Schelbauer S. Oliveira (SuperCérebro - Marketing e Franquias) pelo fone: (41) 3035-3767 ou e-mail contato@supercerebro.com.br.





Da esquerda para a direita: Ricardo Lamas, Patrícia Gamba e Yoneko Mizuma


O conteúdo do SuperCérebro é desenvolvido por professores experientes, apaixonados pela educação e que dedicam suas vidas ao ensino. São pessoas que se especializaram em suas respectivas áreas e buscam, dia após dia, aperfeiçoar seus conhecimentos para oferecer um método de qualidade aos seus alunos.

Leia abaixo algumas declarações de pais, alunos e especialistas em educação sobre os benefícios do SuperCérebro:
____________________________________________________________________________________________________________________________

Eu e todos os presentes [no desafio Soroban x Calculadora] fomos acometidos de uma espécie de quase-êxtase ao presenciar alunos de 6 a 13 anos – frise-se brasileiros – operando o Soroban com a agilidade manual dos grandes mestres, que só havia presenciado em documentários nipônicos. Porém, o que mais nos deixou embevecidos foi a elevada agilidade, em decorrência das aulas com o Soroban, para efetuar cálculos mentais, sem os ábacos. Na apresentação, muito bem se manifestou o Prof. Ricardo Lamas: “Esses alunos não só desenvolvem e utilizam o hemisfério esquerdo do cérebro (hemisfério do raciocínio lógico), mas também o hemisfério direito (da emoção, do feeling).”

De maneira extraordinária, esses alunos sobressair-se-ão sobre os concorrentes nos concursos, nos vestibulares, especialmente no ENEM, cuja principal característica é a rapidez nas respostas, uma vez que o aluno dispõe de apenas 3 min para cada questão.

Parabéns ao Colégio Top Gun por essa iniciativa, pelo investimento em técnicas para o desenvolvimento do cérebro, e pela autoestima que enseja aos alunos participantes. O mercado de trabalho, mais do que nunca, está valorizando o profissional com rapidez mental e com raciocínio lógico, e para tanto o Soroban é uma ferramenta importante.

Jacir J. Venturi
Engenheiro Civil e Matemático formado pela UFPR, com especializações em Engenharia e Educação, possui uma brilhante carreira na área da Educação. Sócio-fundador e diretor do Curso e Colégio Decisivo e do Curso e Colégio Unificado, Diretor do Colégio Stella Maris e Diretor do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Paraná. Além disso, foi Docente do Colégio Estadual do Paraná (1972 ~ 1974), Professor da UFPR e da PUCPR. É autor dos livros Álgebra Vetorial e Geometria Analítica (9ª ed.), Cônicas e Quádricas (5ªed.) e também de vários artigos científicos para jornais e revistas. Foi homenageado com o título de Cidadão Honorário de Curitiba em 2001 e é mentor e colaborador do Projeto AMO Curitiba, de ações voluntárias. Eleito presidente do SINEPE (Sindicato das Escola Particulares do Paraná) 2012-2013.

____________________________________________________________________________________________________________________________

Com relação as qualidades que o Soroban desenvolve aos seus usuários, creio que os alunos se tornam mais disciplinados, comprometidos, atentos aos detalhes e capazes de desenvolver raciocínios rapidamente.

Também uma grande vantagem é o fato de se desvincular do uso da tecnologia, fazendo com que a mente pense e aja, diferentemente da máquina, que apenas opera o que se comanda.

Os resultados provenientes do Soroban nos jovens podem ser medidos pela evolução que se observa no decorrer do uso, principalmente em Matemática.

Luis Carlos de Domenico
Professor e autor de livros relacionados à Matemática

____________________________________________________________________________________________________________________________

Desde quando a Milene iniciou as aulas no SuperCérebro, tivemos um retorno surpreendente com melhora na concentração, na atenção e até mesmo no emocional. Antes tínhamos dificuldades em realizar as mais simples e rotineiras atividades, como almoçar em família tranquilamente ou resolver suas atividades escolares. Hoje ela mostra-se interessada em colaborar e tem prazer em aprender e demonstrar sua capacidade ao solucionar problemas.

As aulas refletiram também na melhora de suas notas, na participação em sala de aula e elogios por parte dos professores.

O mais interessante é que de forma alguma a criança se sobrecarrega, pois ela não aprende uma fórmula pronta nem decora, é estímulo puro. Ela é desafiada e ao mesmo tempo estimulada a encontrar soluções para problemas que abrem a mente e despertam nela a sensação de ser capaz.

Participar das atividades do SuperCérebro deixa minha filha muito mais confiante em si mesma. Nós pais ficamos orgulhosos e nos surpreendemos todos os dias.

Marilene Almeida
Mãe da aluna Milene de Oliveira Almeida, aluna do 3º ano do Ensino Fundamental. A estudante frequenta as aulas do SuperCérebro desde Abril de 2012.

____________________________________________________________________________________________________________________________

Minha filha Nicole de 8 anos, que cursa o 3° ano no Colégio, faz as aulas duas vezes por semana. As aulas de Soroban ajudam-na muito a desenvolver uma velocidade de raciocínio admirável ao fazer cálculos mentais.

O SuperCérebro também ajuda minha filha com seus compromissos. Por exemplo, nos dias em que tem aula de Soroban, não posso marcar nada, pois são os dias de aula. Isso demonstra que ela adora as aulas e sempre e acorda bem mais cedo nesses dias.

Posso dizer com certeza que o SuperCérebro faz muito bem.

Rosimeri Cordeiro da Rocha
Mãe da aluna Nicole Rocha Leal, do 3º ano do Ensino Fundamental. A estudante frequenta as aulas do SuperCérebro desde Abril de 2012.

____________________________________________________________________________________________________________________________

[o Soroban] Ajuda você a ter raciocínio lógico e a fazer cálculos mais rápido. Ele é bom não só para os estudos, mas também para o dia a dia.

[os jogos criativos] Estimulam o cérebro, porque você precisa se esforçar para resolver o problema, mesmo quando acha que não será capaz. Os jogos ensinam que quando você quer algo não pode desistir só por se julgar incapaz, é preciso seguir em frente até alcançar seus objetivos.

Eduarda Melonari dos Santos
11 anos, aluna do 5º ano do Ensino Fundamental, frequenta o SuperCérebro desde 2012.

____________________________________________________________________________________________________________________________

[sobre o Soroban] Gosto porque ajuda na matemática, já que enquanto utilizo o Soroban exercito meu cérebro. Minhas notas melhoraram quando comecei a fazer as aulas do SuperCérebro. Agora faço contas mais rápido e com menos dificuldade do que antes.

[sobre os jogos criativos] São bem elaborados e mais difíceis que um brinquedo normal porque você tem que se concentrar. Com os jogos você ganha agilidade e concentração.

Lucas William de Lima
11 anos, aluno do 5º ano do Ensino Fundamental, frequenta o SuperCérebro desde 2012.

____________________________________________________________________________________________________________________________

Desde a implantação do Soroban no Colégio Stella Maris, mesmo que, inicialmente, em caráter de experimentação, percebeu-se um resultado significativamente bom. Os alunos melhoraram no que diz respeito à concentração, à atenção e mostraram-se mais interessados por raciocínio lógico. No último bimestre, pouco tempo depois do início das aulas, já pudemos notar avanços pedagógicos dos alunos. E o que é melhor: existe a obrigação, porém, quando isso se configura em aprender com prazer, é muito mais fácil atingir objetivos.

Fernando Luiz Fruet Ribeiro
Diretor-Presidente do Grupo Stella Maris

____________________________________________________________________________________________________________________________

Pude notar o prazer de aprender nos alunos. O que antes lhes parecia uma incógnita, aos poucos, se foi descortinando. Além disso, algumas atividades simples, que exigem concentração apesar da pouca complexidade, tornaram-se concretas para os alunos. Além disso,percebi uma proximidade entre os alunos e as famílias, uma vez que tinham uma novidade em casa. Os professores relataram algumas mudanças iniciais nas atitudes dos alunos. E, além de tudo, as aulas não tem caráter maçante, o que poderia fazer com que os alunos se desinteressassem.

Glaucia Lopes
Diretora de Ensino Médio – Colégio Stella Maris

____________________________________________________________________________________________________________________________

No contexto atual em que vivemos, em que buscamos meios eficientes para envolver nossos estudantes e sensibilizá-los para a relevância da sabedoria e da aprendizagem, estratégias inteligentes como o Super Cérebro, são sempre bem vindas.

Beatrice Mora
Coordenadora Pedagógica do Colégio São Vicente de Paulo